Etiqueta no trabalho

As empresas podem deixar de contratar profissionais pela impressão causada em uma entrevista?

Sem sombra de dúvida, pois neste primeiro contato, estão todos avaliadores observando,comportamento, linguajar, atitudes, enfim, creia que você é o foco. Naquele momento onde a empresa está precisando de um colaborador que possa aliar competência, conhecimento emocional e imagem pessoal. E muito provável que o candidato não tenha outra oportunidade para mudar a primeira impressão. Por essa razão é muito importante no primeiro contato passar a “boa imagem”.

Quando se fala em etiqueta, não estamos falando em formalidades, e muito menos que seja assunto sem importância. Está atrelada ao respeito, cordialidade, à educação. No trabalho, a etiqueta tem o intuito de padronizar o comportamento em prol das efetivas relações humanas. Ao criar alguns protocolos, facilita as ações em grupo, antecipando ou sanando problemas.

Dicas de alguns protocolos da etiqueta e sua aplicação é importante tanto no trabalho como na busca por uma a vaga no mercado.

Confira:

Estar informado sobre a empresa é essencial

O candidato tem de investigar sobre a empresa. É importante conhecer os objetivos e missão das empresas. Dica: acesse o portal da cia. Estar informado sobre os últimos acontecimentos
no Brasil e no mundo (conhecimentos gerais) também é determinante. Isso te dará maior confiança, consequentemente maior tranquilidade na hora da entrevista.

Entrevista não é teste

O candidato deve encarar a entrevista como uma oportunidade, em que lhe será agregada experiência, independentemente do resultado.

O segredo é:

vaga_trabalho_g

Ter uma boa noite de sono. Na entrevista, ouça o que o entrevistador está te dizendo, e nas respostas, não tente adivinhar o que o entrevistador quer ouvir.

Se você se ativer às “respostas prontas” pode ser selecionado para uma vaga que não tem a ver com o seu perfil. Isso poderá lhe causar incômodos e constrangimentos mais tarde.

Seja sincero. Cuidado para não ser prolixo. Responda às perguntas com coerência e objetividade. Para isso, esteja sempre informado. Não interrompa o entrevistador. Fuja de perguntas e respostas negativas. Jamais critique outras empresas.

Roupa

Na dúvida, peque pela formalidade. Descobrir quais estilos de roupas os colaboradores usam antes da entrevista é o ideal, mas se não houver esta possibilidade não arrisque: é melhor pelo conservadorismo, em detrimento da informalidade. Se a vaga ambicionada é na área de marketing, por exemplo, o candidato pode apresentar-se de forma mais despojada.

Tenha bom senso. Não usar roupas extravagantes ou muito justas. Preferência por cores sóbrias como a preta, branca, cinza.

Imagem pessoal

Planejamento e pontualidade são essenciais. Durante uma entrevista, seja sincero e olhe o entrevistador nos olhos.

Dica: Se tiver tatuagem, não deixar exposta ou se pensa em fazer uma, a indicação é escolher locais não muito visíveis, para não influenciar em sua carreira. O piercing também não é adequado.

Na entrevista, demonstrar um pouco de formalidade, mesmo que após a contratação o comportamento possa mudar, devido à necessidade de se adequar mais ao perfil da empresa ou de imprimir mais o seu estilo pessoal.

Para as mulheres, a maquiagem não deve ser extravagante, para não haver o risco da aparência chamar mais a atenção do que as competências profissionais. Não abusar nos acessórios, eles devem ser discretos. A cor do esmalte segue a mesma linha discreto, não pode ser um contraste com maquiagem e roupa. Nesse caso, cuidado com as cores escuras.

Procure ir à entrevista de calça, pois é mais confortável.

Pergunte

Não tenha receio em fazer perguntas. Jamais saia da entrevista com dúvidas. Se você está pleiteando uma vaga, precisa ficar a par das condições estabelecidas que estejam atreladas à função almejada ou à empresa. Seja honesto.

No trabalho

Respeite o espaço dos colegas de trabalho. Em sua mesa, não coloque objetos pessoais em demasia, isso pode ser considerado falta de postura profissional.

Palavras mágicas como: obrigado e por favor são sempre eficazes e fazem parte obrigatória do proceder no trabalho. Nunca altere o tom de voz. Cumprimente sempre os colaboradores próximos.

Seja companheiro. Ajude o colega de trabalho em suas tarefas sempre que houver necessidade. Não faça perguntas invasivas, que possam constranger o colega.

Entenda que todos fazem parte de um grupo e que se um não alcançar o resultado, todos poderão ser prejudicados.

Observe as regras como: usar o celular, não usar o telefone da empresa para bate-papo particular, fone de ouvido, música, pé sobre a mesa, isso faz parte da boa educação em não infringir regras.

Líderes e colaboradores

Nem todos os grupos são iguais. Como líder ou colaborador você precisa entender a forma mais adequada de transmitir uma informação. Muitas vezes, os conflitos não ocorrem pela notícia em si, mas da maneira como ela é transmitida. Educação deve estar em primeiro plano e empatia é fundamental. Antes do feedback ou de algum comentário, pergunte-se: “Como eu iria me sentir se estivesse no lugar dele(a)?”.

Ser bajulador não é garantia de sucesso profissional.

Se algum colaborador está prejudicando o trabalho da equipe, o líder deve ser assertivo. Converse pessoalmente com o funcionário e exponha a questão de forma objetiva e pontual. Jamais fale de forma agressiva. Seja compreensivo, ouça o profissional. O objetivo não é gerar ônus, mas sanar o possível erro a favor da equipe e da empresa.

Em caso de acúmulo de tarefas, o colaborador deve elencar prioridades. O superior imediato deve ser informado sobre o andamento do trabalho, a fim de evitar conflitos ou imprevistos desagradáveis.

Em processos internos, para mudança de cargo, não fazer marketing pessoal. Exponha as suas habilidades pessoais ou competências técnicas no momento e lugar exatos, quando for solicitado e houver necessidade.

Uma postura profissional correta facilita o trato com clientes e melhora o relacionamento entre colegas e gestores.

Boa sorte!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *