A salsicha é bastante comum e adorada por muitas pessoas, é possível usá-la em cachorros-quentes e em outras receitas populares. Mas, você sabia que esse alimento é feito totalmente em linhas de produção automatizadas?

Para fazer a salsicha é de extrema importância que não tenha nenhum tipo de contato humano, com etapas rígidas de higienização.

Diferente do que muitos acreditam as fábricas de salsicha não são ambientes nojentos e repugnantes.

Esse mito começou a ganhar força depois que o alemão Otto von Bismarck (1815-1898) contou para todos que ninguém deveria saber como são feitas as salsichas, pois não aguentariam descobrir o processo.

No entanto, a única parte do processo que pode ser difícil para os estômagos extremamente sensíveis é quando ocorre a escolha dos ingredientes.

Salsicha-610x350

Normalmente, é feito com carne picada ou moída de qualquer pedaço do boi, porco ou frango.

É muito comum que durante a mistura seja adicionado sobras dos cortes tradicionais e partes que não são tão apreciadas como, por exemplo, bochechas e as vísceras.

É preciso ficar sempre alerta com a marca que você decide comprar, pois durante o processo de abate, é comum que as sobras usadas em salsichas tenham bactérias.

O pré-cozimento é de extrema importância na hora de eliminar todas as bactérias encontradas.

Mas a receita para o processo da salsicha mudou bastante, os ingredientes vai bastante de produto para produto. Como, por exemplo, quando é feito a salsicha de frango ou peru, a carne que é aproveitada no processo de fabricação é a que fica grudada nos ossos.

Para ficar ainda mais por dentro do assunto, que tal conferir a matéria do Gizmodo? Por lá, eles comentaram mais detalhadamente como é feita a salsicha, e o que realmente há dentro dela.

Deixe uma resposta