Esta técnica de depilação com luz pulsada foi desenvolvida em 1994 e desde então faz muito sucesso perante ás mulheres e homens que buscam a depilação definitiva. Esta consiste na aplicação de suaves pulsos de luz na pele isto é realizado através de uma lâmpada de xénon onde a luz é então absorvida e convertida em calor pela melanina (substância presente no pêlo) inibindo assim o crescimento de pêlos no local.

Este tratamento invasivo visa à eliminação do pêlo de forma rápida, segura e indolor além de ser o tipo de depilação mais indicado aos dermatologistas. A depilação com luz pulsada tem sido amplamente testada juntamente à colaboração de especialistas, eles concluíram uma hipótese notável com relação à temperatura da luz utilizada.

Eles estudaram a hipótese de que as temperaturas atingidas durante o tratamento que é de 70ºC são mais baixas que o laser 300ºC desta forma o risco de queimaduras ou pigmentações é praticamente reduzido á nada. Desta forma o tratamento se torna mais seguro e indolor do que outros que também são realizados á base do laser.

Muito embora a confusão com relação à luz pausada e a depilação á laser ainda ocorra garante-se a diferença entre os mesmos tendo como primeira base o resultado benéfico e exato da depilação definitiva feita com luz pulsada, além é claro de lembrar que é o único método indolor. Para aderir a este tratamento os pêlos devem ser de escuros.

Isso acontece por que a luz baseia-se no pigmento escuro, onde então é descarregada a energia nas áreas onde existe este pigmento assim é finalmente destruído o folículo piloso. São necessárias de quatro a seis sessões para a finalização do processo.

Conclui-se também que pessoas com a pele escura evitem este tratamento por enquanto, pois notamos a presença de manchas na pele por conta do pigmento escuro analisado ser de difícil manuseio, mas já existem testes para a solução do problema.

Deixe uma resposta