Conheça a história real que inspirou a criação do boneco Chucky

Você ouviu falar sobre Charles Lee Ray? Provavelmente, o conhece como Chucky, o Boneco Assassino. O boneco também é conhecido como o Estrangulador de Lakeshore, o personagem de ficção é bastante popular no mundo do terror.

O filme conta a história de um boneco que consegue ganhar vida logo após um ritual de vodu feito somente por um serial killer que estava sendo procurado pela polícia.

Mas, você já se perguntou por que o nome do boneco é Charles Lee Ray? Bom, segundo os diretos isso é porque seu nome se origina dos nomes de famosos assassinos – Charles Manson, Lee Harvey e James Earl Ray.

Qual é a verdadeira história do boneco Chucky?

chuck-historia

O que inspirou a criação do boneco Chucky foi a história de um boneco assombrado de 1896. Existem muitas histórias em relação a esse boneco – Robert.

A empregada de um casal estava querendo se vingar de seus patrões e como era praticante de magia negra resolveu fazer um boneco de palha para dar para o filho do casal.

Rapidamente, Robert o boneco se tornou uma companhia muito importante para o jovem garotinho.

Não demorou muito para que seus pais começassem a escutar a criança conversar com o boneco, mas depois de um tempo começaram a reparar que a criança respondia a si mesmo com uma voz bem diferente.

Na época, os vizinhos afirmaram que o brinquedo sempre aparecia nas janelas da casa quando a família tinha que sair e toda vez que algo estranho acontecia, o garoto culpava seu brinquedo.

Foi então que chegaram os pesadelos durante a noite, o garoto acordava gritando e o boneco sempre estava em um lugar diferente. Os pais começaram ficar com medo, pois todas as noites de pesadelos, os móveis do quarto do garoto mudavam de lugar.

Sem saber mais o que fazer, a família resolveu guardar Robert, o boneco no sótão por muitos anos.

Vários anos se passaram até que os pais do garoto morreram, foi então que ele decidiu tirar o seu brinquedo do sótão. O garoto se tornou um homem, mas mesmo assim tinha uma relação estranhamente muito forte com o seu brinquedo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *