O colágeno é uma proteína que oferece diversas funções importantes em nosso corpo e organismo, tendo como principal função a produção de fibras que sustentam a pele auxiliando assim na formação dos músculos quando exercitados. Nosso organismo produz o colágeno por conta própria de forma extraordinariamente natural.

No entanto com o passar dos anos essa produção vai diminuindo, assim como diversas outras substâncias que o corpo para de produzir o colágeno também é uma delas, é por esse motivo que nossa pele ganha rugas e as marcas de expressão que são causadas pela falta de colágeno aparente no organismo não mais refletido na pele.

Notamos que depois dos trinta anos de idade a produção do colágeno apresenta uma redução considerável e significativa para o corpo. Desta forma, á partir de então nossa pele perderá a elasticidade e a hidratação natural ocasionando assim o aparecimento das rugas, celulite, flacidez, cabelos mais fracos, unhas quebradiças, etc.

É indicado que á partir desta idade (que pode variar de pessoa para pessoa) seja reposto tais nutrientes que começam a fazer falta. Mulheres e homens acima de cinqüenta anos de idade devem fazer uma ingestão de alimentos que favoreçam a produção do colágeno para que assim possam evitar problemas futuros.

Você poderá consumir as fontes do colágeno que são alimentos que o estimulam, ou então o próprio colágeno fornecido em farmácias tanto em pó quanto em cápsula. A composição de tais produtos apresenta proteínas e sais minerais, livre de carboidratos, colesterol e gordura que desregulam esse processo de produção.

este pé extraído do osso da cartilagem do boi, no qual existe a quebra das moléculas de proteínas para que assim elas sejam absorvidas pelo organismo humano. O preço de tal substancia é acessível e pode ser facilmente encontrada. No caso da cápsula deverão ser ingeridas de quatro a seis por dia o pó deve ser misturado á líquidos.

Alguns alimentos disponibilizam o colágeno veja quais são:
– Proteínas magras (atum, salmão, ovo, peito de peru, queijo, etc)
– Vitamina C (Caju, Kiwi, acerola, goiaba, laranja, cenoura e pepino)
– Vitamina A e E (Cenoura)
– Zinco (avelã, amêndoas, castanha do Pará, ovos, frutos do mar)
– Selênio (Nozes, salmão, arroz, frango e carne)
– Silício (aveia, cevada, salsa, nabo, avelã, feijão, pinhão, pepino, nabo, mel)
– Cobre (Fígado bovino, caju, cogumelos, lentilha, aveia, avelã)

Deixe uma resposta