Saúde

Quais os sintomas, causa e tratamento da LABIRINTITE nervosa- DICAS DA MULHER

A labirintite é uma doença na qual o ouvido afeta o labirinto a as estruturas que são responsáveis pela audição (a cóclea) e pelo equilíbrio (vestíbulo). As pessoas costumam chamar de labirintite, todavia, o termo correto e labirintopatia, tendo a labirintite como uma delas.

O QUE CAUSA A LABIRINTITE:

Não tendo uma causa muito clara, porém, sabe-se que as infecções e inflamações são a causa principal.

As doenças neurológicas, compressões mecânicas, alterações genéticas e até as alergias são fatores que com menos frequência causam a doença.

Com as inflamações e as irritações mandam sinais incorretos para o cérebro como se o corpo estive em movimento o que causa as tonturas.

OS SEUS FATORES DE RISCO: CUIDADO!

  • Ter idade acima de 50.
  • Colesterol alto
  • Otite
  • Diabetes
  • Consumir café em excesso
  • Medicamentos para estresse e ansiedade
  • Altas taxa de ácido úrico
  • Má alimentação
  • Jejum…

OS SEUS SINTOMAS:

Seu principal sintoma e a vertigem, que e quando a pessoa sente que tudo a sua vota está girando, além de… tontura, náuseas e vomito, perda da audição, zumbidos no ouvido, queda de cabelo…

A sua fase aguda surge de surpresa, bem de repente, e costuma durar até horas dependendo da intensidade de sua crise.

A gripe e resfriados podem também causar a labirintite, elas geralmente demoram mais ou menos duas semanas para aparecer.

A labirintite não causa desmaios, mas por recomendação médica a pessoa deve se manter deitada.

O SEU TRATAMENTO:

Demora algumas semanas mais em muitos causos ela desaparece sozinha. Mas, em todo o caso se ela se mostra persistente existe o tratamento.

O tratamento e feito a partir de antibióticos e os sintomas desaparecem brevemente.

Alguns médicos receitam também medicamentos contra as náuseas, enjoos e a vertigem.

 

 

Se gostou ou tem duvidas então deixe seu comentário aqui em baixo.

Bjs, até logo :*

O que é TRIGLICERÍDEOS – Causa, sintomas e tratamento

O que são os TRIGLICERÍDEOS?

Apesar do nome complicado seu significado e bem simples! Os triglicerídeos e a gordura do nosso corpo em sua forma mais comum, que, em quantidades ideais são usadas para fornecer energia para o nosso corpo.

Porém em grande quantidade elas começam a se armazenar em tecidos que são chamados de adiposo, para caso sejam necessários no futuro.

Resumindo, e quando começa a aparecer aquelas gordurinhas indesejadas no quadril ou na barriga, sabe aquelas que enlouquecem qualquer um?

Onde se encontram?

Sabe aquele brigadeiro de panela? Ou aquela macarronada de domingo? Até mesmo aquele pãozinho que ninguém diz não?

Pois é, são os alimentos mais comuns de se encontrar o famoso e temido triglicerídeo.

Porque? O nosso fígado pega esses açúcares a mais e o transforma em triglicerídeo para estocar naqueles tecidos adiposo, no intuito de reservar para alguma atividade futura. Formando assim as gordurinhas que nos acompanham.

Como evitar? – DIETA

Se você não recusa uma pizza, refrigerantes, doces e sexta-feira à noite não deixa de lado aquela cervejinha… Então a lista a baixo infelizmente não vai te deixar muito contente.

Para evitar aquelas calorias ou fazer uma dieta triglicerídeos, evite:

– Pizza;

– Massas;

– Bebidas Alcoólicas;

– Refrigerantes ou bebidas que tenham muito açúcar;

– Leite Integral;

– Pão;

– Batata;

– Sorvetes…

E na hora de comprar seus produtos confira no verso descartando sempre os itens que contém:

– Melaço;

– Xarope de milho;

– Frutose;

– Maltose;

– Glicose;

– Sacarose;

E também não se esquecer de passar bem longe de produtos com carboidratos ou gorduras saturadas.

Níveis do TRIGLICERÍDEO:

Além disso o triglicerídeo está ligado a doenças cardiovasculares. A associação de deposição de gorduras nos vasos e a aterosclerose.

Se você já é maior de 20 anos, e ainda não fez os exames colesterol e não recusa uma massa por nada, então pelo menos uma vez a cada 5 anos deve-se fazer um exame para medir seus níveis de colesterol e triglicerídeos.

  • Normal – abaixo de 150 mg/dL.
  • Moderado – entre 150 e 199 mg/dL.
  • Alto – entre 200 e 499 mg/dL.
  • Muito alto – maior ou igual a 500 mg/dL.

 

Causas do aumento:

Existem diversos motivos para que tenha aumento nos níveis de triglicerídeos. As vezes podem ser genéticos outras vezes adquiridas com o tempo.

Como por exemplo:

OBESIDADE:  que se caracteriza pelo excesso de peso de uma participação da massa de tecido adiposo superior a uma porcentagem de 20% no peso total da pessoa.

Diabetes Mellitus:  caracteriza-se pelo excesso de glicose no sangue e na urina, ela surge quando o pâncreas deixa de produzir ou em alguns casos reduz a produção de insulina.

Hipotireoidismo:  e quando a glândula da tireoide para de produzir seus hormônios em quantidade suficientes para necessidades orgânicas.

Tratamento

Quando o nível de triglicerídeo e baixo o tratamento pode ser feito ajustando os hábitos alimentares, uma dieta mais saudável e adicionando um pouco de atividade física.

Já em nível mediano, além da mudança do estilo de vida começa a ser usados remédio que são conhecidos como fibratos.

Quando o nível e alto se encontra relacionado com a saúde, como o hipotireoidismo, que com o tratamento da doença se resolve o caso do triglicerídeo.

Se o alto nível e genético, ou seja, hereditário, a pessoa terá que utilizar constantemente remédios, sim, para o resto da vida.

Em todos os casos do tratamento sempre a mudança de hábitos, alimentares e físicos são sempre parte do tratamento.

 

 

Gostou? Tem dúvidas? Então deixe aqui seu comentário.

Bjs, até logo ;*